O que é a fibrilhação auricular?

A fibrilhação auricular é uma doença do ritmo cardíaco que ocorre com frequência. A fibrilhação auricular envolve batimentos cardíacos irregulares que habitualmente são mais rápidos do que o normal. Uma em cada quatro pessoas com mais de 40 anos desenvolve fibrilhação auricular, mas nem todos os indivíduos apresentam sintomas. É possível viver uma vida normal com fibrilhação auricular quando a mesma é tratada de modo adequado. O tratamento inclui não só o controlo dos batimentos cardíacos, mas também a prevenção da formação de coágulos que podem provocar um AVC.

Quando corre o risco de ter fibrilhação auricular?

A fibrilhação auricular pode desenvolver-se quando os circuitos elétricos do seu coração ficam danificados e deixam de funcionar devidamente. Estes danos poderão estar associados a [1]:

  • História familiar de Fibrilhação Auricular
  • Hipertensão
  • Doença cardiovascular
  • Disfunção da tiróide
  • Obesidade
  • Diabetes
  • Doença pulmonar obstrutiva crónica
  • Apneia obstrutiva do sono
  • Doença renal crónica
  • Tabagismo
  • Consumo de álcool
  • Exercício vigoroso habitual
  • Idade 65 anos ou mais
  • Doenças inflamatórias

IMPRIMIR ESTA LISTA

Um ou mais destes fatores de risco aplicam-se a si? Consulte o seu médico e peça aconselhamento.